Publicado em Deixe um comentário

SOCIAL PROJECT TEACHER JESUS’S BLACK BAND EXPLAINS HIS HISTORY OF OVERCOMING HELP IN CHILDREN’S GUIDANCE

Thiago Lucas, 24, is an example of overcoming many children who are assisted by Instituto Irmãos Nogueira. Before becoming professor of the Institute itself, helping children and young people of the Black Belt Social Project, Thiago, better known as Mammoth, had terrible moments due to his life choices. If before Thiago Mamute lived without direction, addicted to crack and involved with the crime, today, after arriving at the Black Belt of Jesus, with only 38kgs, on account of drugs, the teacher recognizes the good that the social project did to the it and follows the path of awareness of the children and young people who are assisted.

His idea is to show them the right way and the good so that they do not have to go through what he went through. “I myself have had life experience of going through addiction, drugs and criminality and today I am teaching these children not to go down this road because I know it was a difficult road and it has greatly disrupted my life and my family. I was a crack user, I got involved with the crime, but I turned it around. I realized that this was not being good for me and today I am able to use my life experience to help the children and chart another way for them. I am able to show the way of right and wrong for them, “says Thiago Mamute.

Thiago arrived at the Institute seven years ago and went through all the processes that all children and young people go through. They study, learn a profession, take care of their health, and are motivated to find in the difficulties even more motivation to keep their lives on track. “For as much as adversities may find us, the most important thing is the honest choices you make,” he points out.

Currently, Thiago Mamute is a Jiu-Jitsu brown belt and teaches the children of Instituto Irmãos Nogueira. For Ricardo Cavalcante, manager of the Nova Iguaçu core project, the most important thing when a person arrives at the project is to take care of the body, the food, the spirit. So you start thinking about martial arts. “The important thing for us is that this person stay away from drugs and crime, because it’s no use to prepare a person to be excellent in martial arts if he is not going to use the path of good!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicado em Deixe um comentário

PROFESOR DE PROYECTO SOCIAL BANDA NEGRA DE JESÚS EXPLICA COMO SU HISTORIA DE SUPERACIÓN AYUDA EN LA ORIENTACIÓN DE NIÑOS

Thiago Lucas, de 24 años, es un ejemplo de superación para muchos niños que son asistidas por el Instituto Hermanos Nogueira. Antes de convertirse en profesor del propio Instituto, ayudando a los niños y jóvenes del Proyecto Social Pista Negra de Jesús, Thiago, más conocido como Mamut, pasó por momentos terribles debido a sus elecciones de vida. Si antes Thiago Mamut vivía sin dirección, viciado en crack y envuelto con el crimen, hoy, después de haber llegado a la Banda Preta de Jesús, con apenas 38kgs, por cuenta de las drogas, el profesor reconoce el bien que el proyecto social hizo a la y sigue en el camino de concientización de los niños y jóvenes que son asistidas.

Su idea es mostrarles el camino correcto y el bien para que no tengan que pasar por lo que pasó. “Yo mismo tuve experiencia de vida de pasar por el vicio, la droga y la criminalidad y hoy estoy enseñando a estos niños a no entrar por este camino porque sé que fue un camino difícil y entorpeció mucho mi vida y mi familia. Fui usuario de crack, me envolví con el crimen, pero me dio la vuelta por encima. Me di cuenta de que esto no era bueno para mí y hoy estoy usando mi experiencia de vida para ayudar a los niños y trazar otro camino para ellos. “Estoy consiguiendo mostrar el camino de lo correcto y lo incorrecto para ellos”, cuenta Thiago Mamut.

Thiago llegó al Instituto hace siete años y pasó por todos los procesos que todos los niños y jóvenes pasan. Estudian, aprenden una profesión, cuidan la salud y están motivadas a encontrar en las dificultades aún más motivación para mantener sus vidas en el camino correcto. “Pues, por más que las adversidades puedan encontrarnos, lo más importante son las elecciones honestas que usted hace”, subraya.

En la actualidad, Thiago Mamut es una banda marrón de Jiu-Jitsu y da clases para los niños del Instituto Hermanos Nogueira. Para Ricardo Cavalcante, gestor del proyecto del núcleo de Nova Iguaçu, lo más importante cuando una persona llega al proyecto es cuidar del cuerpo, de la alimentación, del espíritu de él. Así, después se empieza a pensar en artes marciales. “Lo importante para nosotros es que esta persona se quede lejos de las drogas y del crimen, pues no sirve de nada preparar a una persona para ser excelente en artes marciales si no va a usar para el camino del bien!”, Evalúa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicado em Deixe um comentário

Professor de projeto social Faixa Preta de Jesus explica como a sua história de superação ajuda na orientação de crianças

Thiago Lucas, de 24 anos, é um exemplo de superação para muitas crianças que são assistidas pelo Instituto Irmãos Nogueira. Antes de se tornar professor do próprio Instituto, ajudando a crianças e jovens do Projeto Social Faixa Preta de Jesus, Thiago, mais conhecido como Mamute, passou por momentos terríveis devido as suas escolhas de vida. Se antes Thiago Mamute vivia sem direcionamento, viciado em crack e envolvido com o crime, hoje, depois de ter chegado ao Faixa Preta de Jesus, com a apenas 38kgs, por conta das drogas, o professor reconhece o bem que o projeto social fez à ele e segue no caminho de conscientização das crianças e jovens que são assistidas.

Sua ideia é mostrar a eles o caminho certo e do bem para que eles não tenham que passar pelo o que ele passou. “Eu mesmo já tive experiência de vida de passar pelo vício, pela droga e pela criminalidade e hoje eu estou ensinando a estas crianças a não entrarem por este caminho porque eu sei que foi um caminho difícil e atrapalhou muito a minha vida e minha família. Fui usuário de crack, me envolvi com o crime, mas eu dei a volta por cima. Eu percebi que isso não estava sendo bom para mim e hoje eu estou podendo usar a minha experiência de vida para ajudar as crianças e traçar outro caminho para eles. Eu estou conseguindo mostrar o caminho do certo e o errado para eles”, conta Thiago Mamute.

Thiago chegou ao Instituto há sete anos e passou por todos os processos que todas as crianças e jovens passam. Estudam, aprendem uma profissão, cuidam da saúde e são motivadas a encontrarem nas dificuldades ainda mais motivação para manterem suas vidas no caminho certo. “Pois, por mais que as adversidades possam nos encontrar, o mais importante são as escolhas honestas que você faz”, ressalta.

Atualmente, Thiago Mamute é faixa marrom de Jiu-Jitsu e dá aulas para as crianças do Instituto Irmãos Nogueira. Para Ricardo Cavalcante, gestor do projeto do núcleo de Nova Iguaçu, o mais importante quando uma pessoa chega no projeto é cuidar do corpo, da alimentação, do espírito dele. Assim, depois se começa a pensar em artes marciais. “O importante para a gente é que esta pessoa fique longe das drogas e do crime, pois não adianta a gente preparar uma pessoa para ser excelente em artes marciais se ele não for usar para o caminho do bem!”, avalia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *